Meu Cantinho by Quesia: Coelhos & Hamsters

segunda-feira, agosto 22, 2011


Coelhos & Hamsters

 

 Coelhos e Hamsters


Coelhos
História e Características

Os coelhos são mamíferos lagomorfos da família dos leporídeos e os primeiros surgiram na Europa, apesar de agora estarem espalhados por todo o mundo.
O coelho é um animal peludo, com umas orelhas longas e com um rabo curto e fofo.
 Estes não andam ou correm como maioria dos outros animais de quatro pernas. Um coelho move-se aos saltos, impulsionados pelas patas traseiras, que são mais longas e fortes que as dianteiras.
Os coelhos que vivem nos campos fazem as suas tocas de forma a se poderem esconder nos arbustos. Quando são perseguidos por um inimigo no seu habitat, o coelho pode alcançar a velocidade de 100 km/h.
A fêmea geralmente tem quatro ou cinco filhotes por ninhada, e pode dar à luz três a quatro vezes por ano.
Os olhos dos coelho ficam nos lados da cabeça. Em consequência, o animal pode ver objectos situados atrás dele ou dos lados melhor do que se estiverem à sua frente.
Os coelhos podem mover as longas orelhas de uma só vez ou separadamente, para captar sons, ainda que fracos, vindos de qualquer direcção. Os coelhos também dependem de seu olfacto aguçado para alertá-los do perigo, este parecem movimentar o nariz ininterruptamente.
Raças
Os coelhos podem ser divididos em várias categorias. Em relação ao seu peso, são considerados:
- Coelhos anões  (até 1,700kg): Estes coelhos são os mais pequenos que existem. Alguns das espécies mais comuns são mini-toy, fuzzy lop, mini-lop, teddy e hotot, entre outros;
- Coelhos pequenos e médios  (até 2,700kg): Estes coelhos são de pequena dimensão e muitas vezes considerados anões. Algumas espécies são cabeça-de-leão, angorá, holandês e rex, entre outros;
- Coelhos grandes  (mais de 2,700kg): São coelhos de maior porte. Os coelhos bélier, que têm muita procura devido as orelhas caídas, estão inseridos nesta categoria.



Alojamento
Os coelhos devem ter uma gaiola do maior tamanho possível, normalmente 4x o tamanho do coelhos. Esta deve estar posicionada num locar sem correntes de ar e que não seja demasiado frio.
Deve conter no fundo um substrato que se adapte aos coelhos (sempre natural, como o litter, lascas ou carolo de milho) e deve ser limpa as vezes necessárias (normalmente uma vez por semana).
Pode também colocar um WC, onde o coelho, depois de ensinado, deverá fazer as necessidades.
Os coelhos deve ser libertos numa divisão segura (tenha em atenção os fios eléctricos), durante algumas horas ao dia (cerca de 2 horas) sempre com supervisão, de forma a poderem se exercitar e brincar. Também pode passeá-los, levando-os ao jardim (por transportadora ou coleira), mas tenha sempre cuidado com os outros animais.
Devem ter alguns brinquedos na gaiola, para se poderem entreter.

Alimentação
A alimentação base de um coelho deve ser uma ração própria para eles (que contêm todos os nutrientes que eles necessitam) e o feno, o qual deve estar sempre à disposição na gaiola. A ração deve ser dada de uma a duas vezes ao dia, sempre a mesma hora e com as mesmas quantidades, de forma a criar uma rotina.
A partir dos 3 meses de idade, a ração e o feno deve ser complementado por legumes e frutas frescas, sempre com moderação. Alguns exemplos do que pode dar ao seu coelho são:
- Cálcio (algumas horas, 2 vezes por semana);
- Barrinhas/sticks (uma de 2 em 2 semanas);
 - Alfafa em cubos (1 por semana);
- Cenoura (1/3 de uma cenoura, uma vez por semana);
- Couve (uma folha, 2 vezes por semana);
- Ananás/Abacaxi (um cubo sem casca, 2 vezes por semana);
- Maçã (um cubo sem casca, 2 vezes por semana);
- Pêra (um cubo sem casca, 1 vezes por semana);
- Torradas/Pão torrado (1 vezes por semana).
Não se deve dar mais de dois legumes e frutas na mesma semana.
Os coelhos não devem comer chocolates, bolos, alface, carnes e peixe, entre outros.
Ao nível da água, esta deve ser mudada regularmente e deve ser fornecida aos coelhos em bebedouros de esfera ou de chupeta, não em taças, onde os coelhos se podem molhar e criar fungos.
Cuidados a ter com os coelhos

Ao nível do banho não há necessidade de dar um aos coelhos, excepto em casos extremos (quando estão muito sujos, como por exemplo com terra), pois os coelhos são bastante asseados e limpam-se a eles próprios.
Existem produtos que substituem o banho com água, como toalhitas e espumas secas.


Caso se queira dar banho com água, este deve ser dado com muito cuidado e só a partir dos 3 meses, porque o choque que o coelho apanha quando toca na água pode fazer com que este fique doente. Dessa forma a água deve estar a uma temperatura tépida e deve ser usado um champô próprio para coelhos. Deve-se evitar ao máximo que entre água para os olhos, orelhas e nariz.
Deve ser bem seco com toalhas (se não for suficiente pode-se usar um secador na potência mais baixa) de forma a não ficar doente ou criar fungos na pele.
No fim deve dar uns docinhos ao seu coelho de forma a acalmá-lo.
Se o coelho tiver o pelo comprido deve-se escová-lo uma vez por semana de forma a ficar macio e impedir que crie bolas de pelo.

Caso o seu coelho não consiga desgastar as unhas é aconselhável cortá-las todos os meses ou de 2 em 2 meses.
O corte deve ser feito por um corta-unhas próprio para pequenos animais e o coelho deve estar numa posição confortável (ou de barriga para cima contra o nosso peito, ou de barriga para baixo no nosso colo). A primeira acção é pegar na pata e tentar afastar o pelo o mais possível das unhas, antes de as cortar antes do sabugo (parte vermelha da unha). Caso não tenha experiência é melhor dirigir-se a um local especializado.

Ao nível dos dentes, um coelho tem três pares de incisivos, um par inferior e dois superiores. Estes estão sempre a crescer, e este crescimento é rápido, cerca de 2 milímetros por semana, ou dez centímetros por ano. Dessa forma eles devem ser desgastados. Este desgaste pode ser feito através do feno (deve estar sempre na gaiola) e da alfafa em cubos (um cubo por semana), em combinação com um cálcio (algumas horas, 2 vezes por semana) e/ou uma barrinha (de 2 em 2 semana).
Vacinação e Desparasitação
Hoje em dia existem cada vez mais pessoas que possuem um coelho em casa como animal de estimação. Estes necessitam de ser vacinados e desparasitados  com o fim de poderem ter uma vida mais saudável. Existem duas doenças virais que se evidenciam como as mais problemáticas para os coelhos. Uma das doenças é a Mixomatose e corresponde a um vírus transmitido por mosquitos, moscas, mordeduras ou contacto directo com um animal doente. A segunda vacina aplicada é contra a Doença Viral Hemorrágica que é talvez a mais contagiosa com uma taxa de mortalidade de 90 %. A vacinação pode ser feita a partir das 6 semanas de vida e devem ser reforçada após seis meses. As duas vacinas devem ser dadas com um intervalo de duas semanas.

A desparasitação também deve ser feita a partir das 6 semanas e dependentemente do desparasitante utilizado deve ser reforçada no prazo indicado.

Hamsters

História e Características

Hamster é uma designação comum a diversos pequenos mamíferos roedores, da sub-família Cricetinae, encontrados inicialmente na África e Ásia, dotados de grande bolsa facial e de cauda muito curta. O seu nome deriva do alemão "hamstern" que significa "acumular" ou "armazenar", uma referência às suas bochechas, isto é, este pequeno animal passa o dia a juntar grãos, pedaços de fruta, raízes, larvas e pequenos insectos, guardando-os cuidadosamente nas bochechas, depositando-os de seguida num local seguro. 

Os hamsters eram inicialmente utilizados em laboratórios pela sua extrema capacidade em interagir com o Homem. Actualmente, os hamsters são bastante procurados como animais de estimação. Possuem grandes dentes incisivos que estão em constante crescimento, necessitam por isso de desgasta-los diariamente para evitar que cresçam demais, e provoquem complicações como por exemplo infecções nas gengivas.  O tempo de vida médio dos hamsters é de 2 anos, contudo alguns podem viver até três ou quatro anos, dependendo da espécie.
Os hamsters são animais nocturnos, isto é, dormem durante o dia (quando está mais calor) e ficam acordados à noite  (quando está mais frio).
Descobriu-se que os hamsters vêem mal, mas em compensação têm um excelente olfacto e audição.

Raças

Ao nível dos hamsters existem os selvagens e os domesticáveis. Nos domesticáveis, aqueles que se pode ter como animal de estimação, as principais espécies são:
Hamster Sírio;
- Hamster Anão Russo Winter-White (ou Siberiano);
- Hamster Anão Russo Campbell;
- Hamster Chinês;
- Hamster Roborovski;

Alojamento

Os hamsters devem ter uma gaiola adequada a eles. Caso a gaiola tenha grades estes devem ter um espaçamento pequeno de forma a não fugirem.
Esta deve estar posicionada num locar sem correntes de ar e que não seja demasiado frio.
Deve conter no fundo um substrato que se adapte aos hamsters (sempre natural, como o litter, lascas ou carolo de milho) e deve ser limpas as vezes necessárias (normalmente uma vez por semana).
Pode também colocar um WC com um substrato próprio, onde o hamster deverá fazer as necessidades.
Devem ter alguns brinquedos na gaiola, para se poderem entreter. Todas as gaiolas devem ter uma roda, para que eles possam correr nela, actividade que adoram fazer.

Alimentação

A alimentação base de um hamster deve ser uma ração própria para eles (que contêm todos os nutrientes que eles necessitam). A ração deve ser dada uma vez ao dia, sempre a mesma hora e com as mesmas quantidades, de forma a criar uma rotina.
A partir dos 3 meses de idade, a ração pode ser complementado por legumes e frutas frescas, sempre com moderação. Alguns exemplos do que pode dar ao seu hamster são:
- Cálcio;
- Barrinhas/sticks (uma de 2 em 2 semanas);
- Cenoura (1/3 de uma cenoura, uma vez por semana);
- Couve (uma folha, 2 vezes por semana);
- Maçã (um cubo sem casca, 2 vezes por semana);
- Pêra (um cubo sem casca, 1 vezes por semana);
- Torradas/Pão torrado (1 vezes por semana).
Não se deve dar mais de dois legumes e frutas na mesma semana.
Os hamster não devem comer chocolates, bolos, alface, ração de coelho, carnes e peixe, entre outros.
Ao nível da água, esta deve ser mudada regularmente e fornecida aos hamsters em bebedouros de esfera ou de chupeta, não em taças, onde ele se podem molhar e criar fungos.

Cuidados a ter com os Hamsters

Ao nível do banho não há necessidade de dar um aos hamsters, podendo-se utilizar antes toalhitas e espumas secas.
Caso o seu hamster não se sinta confortável a dormir na gaiola/casinha é aconselhável comprar algodão próprio, para eles poderem fazer o ninho.
Caso as unhas do seu hamsters apresentem um rápido crescimento e podendo causar um perigo para ele e para si (pode arranhar muito) deve cortar-lhe as unhas.
O corte deve ser feito por um corta-unhas próprio para pequenos animais. A primeira acção é pegar na pata e tentar afastar o pelo o mais possível das unhas, antes de as cortar antes do sabugo (parte vermelha da unha). Caso não tenha experiência é melhor dirigir-se a um local especializado.

Ao nível dos dentes os dos hamsters estão sempre a crescer, e por isso eles devem ser desgastados. Este desgaste pode ser feito de brinquedos, de uma pedra de cálcio e/ou uma barrinha (de 2 em 2 semana).
É aconselhável pegar no seu hamsters e brincar com ele várias vezes, para que este não comece a estranhá-lo  e a ganhar medo. Quanto mais interagir com o seu hamster mais dócil este se irá tornar.

4 Comentários

4 Recadinhos ï3:

Anônimo disse...

nossa quelegal vou tirar 10 na prova

Anônimo disse...

I really like reading through an article that can make people think.
Also, thanks for permitting me to comment!

My website ... Download 7Zip

Anônimo disse...

Its like you read my thoughts! You appear to understand so much approximately this, like you wrote the e-book in it or something.
I believe that you could do with a few percent to force the message house a bit, but other than that, this is excellent blog.
A great read. I will certainly be back.

My web site; psn Code generator

Anônimo disse...

We absolutely love your blog and find a lot of your post's to be what precisely I'm looking for.
Would you offer guest writers to write content in your case?
I wouldn't mind producing a post or elaborating on most of the subjects you write concerning here. Again, awesome website!

Visit my webpage World of tanks hack

Postar um comentário

Deixe um comentário e não deixe de seguir
Deixe o seu link do blog que retribuirei o carinho
E te seguirei assim que eu puder.
Um bjinho e obrigada pela visitinha!!!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

 

▲ Topo